O FOLCLORE E A RELIGIOSIDADE!

AGOSTO! A CULTURA POPULAR ESTÁ EM FESTA.

 

Como é sabido por todos, o mês de Agosto é  muito especial  no aspecto cultural e religioso de várias regiões do país. Nesse mês é comemorado o FOLCLORE. Um tipo de gênero cultural presente em diferentes estados  transmitidos por várias gerações os seus costumes e tradições. Tradições estas, que por meio de crendices , lendas, contos, canções, religiosidade artesanato,adivinhas etc.. Enriquecem ainda mais o imaginário popular…Quem quando criança, não se encantou e temeu com as histórias da lenda do Saci, da Mula Sem Cabeça e do Lobisomem?

O Brasil é um país  riquíssimo em sua cultura. A diversidade existente em cada região, proporciona aos leitores, turistas, e pesquisadores , se encantarem com essa festa popular.

Todavia, na disciplina de Ensino Religioso também podemos explorar toda essa riqueza através das lendas e dos mitos que estão relacionados com o “o mundo dos Espíritos”, o que  caracteriza  o termo  de lendas religiosas. Algumas lendas nos remetem ao imaginário católico, indígena e místicos  que envolvem é claro muitas crendices. No Estado do ES, temos duas excelentes lendas folclóricas de aspecto religioso. A saber , a A lenda do Convento  da Penha e a Pedra  do Frade e a Freira.

Vale a pena conferir!

Abraços fraternos,

Prof° Everton

FRADE E A FREIRA, O

Espírito Santo

               A pedra do Frade e da Freira é uma formação rochosa com 683 metros de altura, localizada na divisa dos municípios de Cachoeiro de Itapemirim e Rio Novo do Sul, próximo a BR 101, na região sul do estado do Espírito Santo. Ela é composta por montanhas geminadas que aparentemente formam as figuras de duas pessoas colocadas frente a frente como se estivessem conversando ou simplesmente se encarando, mostrando um quadro de tamanha beleza que se tornou motivo de cartões postais levados por turistas e pelos próprios capixabas, como recordação daquela paisagem bucólica e encantadora. Sobre a mesma criou-se uma lenda que vem de tempos antigos, ninguém sabe precisar quando, que nos conta a história de um frade que se apaixonou pela freira que com ele trabalhava na cristianização dos índios da região, e acabou sendo correspondido no amor que tomara de assalto o seu coração. Diz essa narrativa que Deus condoeu-se do sofrimento que martirizava esses seus dois servidores, e decidiu eternizar a paixão que os atraía um ao outro, transformando-os em pedra.

 O CONVENTO DA PENHA

 “…No ano de 1558 chegou aqui o Missionário Espanhol Frei Pedro Palácios que trouxe na sua bagagem um belíssimo painel de Nossa Senhora da Penha, o mesmo que ainda se encontra no Convento da Penha. Procurou abrigo numa caverna no pé da montanha para onde levou seus pertences e também o painel de Nossa Senhora. Quando no dia seguinte acordado pelo gorjeio dos pássaros e o marulhar das ondas do mar que no seu vai e vem levavam e traziam de volta os seus sonhos de missionário depositando-os sob a forma de branca espuma sobre a areia morena, percebeu que o Painel de Nossa Senhora havia desaparecido. Preocupado saiu à procura do mesmo, no que foi ajudado por colonos e depois de longa e dolorosa busca, exauridos, arranhados, machucados, encontraram-no há 154 metros de altitude, bem no cume da montanha entre duas frondosas e verdes palmeiras. ·Levaram-no de volta para a caverna e no dia seguinte, segundo a lenda, lá estava Ela outra vez de volta ao cume da montanha, entre as mesmas duas”. verdes e frondosas palmeiras. Este fato aconteceu por três vezes, até que Frei Pedro Palácios percebendo que Nossa Senhora queria ter uma melhor visão sobre seus filhos para que pudesse protegê-los de todas as vicissitudes e perigos, atendendo a vontade da Santa, construiu a sua capela no lugar escolhido por Ela. Ele próprio, velho e alquebrado, mas homem de muita fé e coragem carregou lá para o píncaro os primeiros materiais para a construção da ermida. Realizado seu grande sonho, a poder de muito trabalho e esforço a capela foi inaugurada com toda a pompa merecida no dia primeiro de maio de 1570. Nesta mesma data, levado por Anjos, aos sons dos sinos da sua pequena capela partiu feliz o velho e santo missionário para sua morada eterna….”

http://www.fernandodannemann.recantodasletras.com.br/index.php

http://olhares.uol.com.br/a_lenda_do_frade_e_a_freira_foto3162734.html

ATIVIDADES SOBRE O FOLCLORE.

7º & 9° ANO

 

LENDA JAPONESA

 

Era uma vez um grande samurai que vivia perto de Tóquio.

Mesmo idoso, se dedicava a ensinar a arte zen aos jovens. 

Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário. 

Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali. Queria derrotar o samurai e aumentar sua fama. 

O velho aceitou o desafio e o jovem começou a insultá-lo. 
Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou insultos, ofendeu seus ancestrais.

Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. 
No final do dia, sentindo-se já exausto e humilhado, o guerreiro retirou-se. 

E os alunos, surpresos, perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade. 

  – Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita a quem pertence o presente?

– A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos. 

– O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos. Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carregam consigo. 

MORAL DA HISTÓRIA:

A sua paz interior depende exclusivamente de você.

As pessoas não podem lhe tirar a calma. Só se você permitir.

Texto extraído do site: http://pensamentoslucena.spaceblog.com.br/73716/Lenda-Japonesa/

 

SUGESTÕES DE ATIVIDADES

1) Leia com atenção o texto com seus colegas, reflitam sobre o seu conteúdo. Então se organizem e ensaiem uma teatralização do mesmo. Depois apresentem-na para todas as turmas da escola.

2) Comente com suas palavras o que você achou mais interessante nesta história.

3) Copie a moral da história e ilustre-a com um desenho.

4) Para refletir e dialogar: Muitas religiões e filosofias de vida nos ensinam que o objetivo da vida é ser feliz, e que a felicidade é uma conquista que depende de cada um de nós. Depende do nosso jeito de viver, de realizar com alegria e dedicação as nossas tarefas e principalmente, saber relacionar-se com as pessoas.Somos educados quando tratamos os outros com respeito e atenção, e isto nos faz pessoas bem aceitas pelos outros.

Mas no caminho da nossa vida podemos encontrar aqueles que querem nos chatear, nesse caso, o aconselhável é nos afastarmos e não darmos atenção aos seus insultos, não permitindo que nos tirem a paz interior, que é o segredo de uma vida feliz.

Quando isso acontecer na escola devemos comunicar nossos professores ou o supervisor responsável pelo bom andamento das atividades e recreio na escola. E não partir para a agressão.Como você costuma reagir diante de pessoas, colegas da escola que querem contrariar você?

 5) Escreva uma lista com no mínimo cinco objetivos de vida que podem tornar a sua vida mais feliz. Entre esses objetivos escreva um que mostre como você pode melhor elacionar-se com as pessoas. Certamente você está ainda aprendendo a escrever, então peça ajuda para a sua professora para realizar esta atividade.

 6) Pense em três diferentes religiões ou igrejas existentes em sua comunidade. Então procure pessoas ou líderes destas religiões ou igrejas e faça uma entrevista para saber o que elas ensinam sobre o objetivo da vida e como devemos viver a vida para sermos mais felizes. Antes, com a ajuda de seu professor(a), elabore um roteiro de perguntas para a entrevista.

 7) Com os resultados de sua pesquisa crie cartazes com desenhos ou recortes de gravuras e socialize a sua produção fazendo uma exposição na escola em um varal didático.

 8) Crie uma história a partir de um fato que aconteceu em sua vida ou na vida de alguém ue você conhece, onde as pessoas envolvidas resolveram o problema de relacionamento de modo pacífico e se tornaram grandes amigos. Depois socialize a sua história com os colegas da turma.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

14 respostas para O FOLCLORE E A RELIGIOSIDADE!

  1. Aparecida Albuquerque disse:

    Caro Avila Li sua proposta de aula e achei muito boa, bem explorada e criativa. Contunue assim nos ajudando a encontrar outras alternativas de atividades em sala de aula, isso nos fortalece e valoriza a disciplina de Ensino religioso. Parabéns!

  2. Kathleen Mansur disse:

    Eu achei a historia da lenda japonesa muito imteressante porque em todo tempo o idoso permaneceu calado até que o jovem se achou exalsto e humilhado e foi embora.E isso
    serve de lição para nós !! As pessoas não podem tirar a sua calma. só se voce permitir !!

    Kathleen, 5M2

  3. Daiane 5M² disse:

    Gostei muito da lenda, pois nos faz refletir sobre o nosso jeito de pensar e agir e sermos pessoas realmente melhores!!

  4. Daniela, 5 M 2 disse:

    eu gostei muito,pois essa historia é muito legal, e nos ensina a viver.

  5. Daiane, 5 M 2 disse:

    eu amei a historia!!!!

  6. Sabrine caxias de carvalho disse:

    eu gostei muito da lenda japonesa mas não gostei que o samurai foi ofendido cuspido e jogado pedras ,mas lenda é lenda,não é?

  7. Sabrine caxias de carvalho5m2 disse:

    adorei a lenda

  8. Sabrine caxias de carvalho5m2 disse:

    EU ADOREI A LENDA SÓ NÃO GOSTEI QUE O SAMURAI FOI OFENDIDO E CUSPIDO E TAMBÉM JOGADO PEDRAS ,MAS LENDA É LENDA ,NÃO É?ADOREI

  9. Ruan disse:

    Everton , o texto é muito bom … eu gostei do texto porque lendo-o eu aprendi que se ”colhe o que se planta” , ou seja , o texto diz que vc só deve ”receber” as coisas boas , sendo assim vc não deve se encomodar com essas ofenças , voce deve fazer a sua parte , pois Deus mesmo sendo humilhado a tapas , ele os perdoou , é assim que temos que ser , temos que ter o PERDÃO . É esse o meu refletimento do texto .

    Ruan / 5m2.

  10. Marina Madella e Lara Ignacio disse:

    Gostei muito desse texto porque ele fala realidade,alguem so pode tirar sua calma se você deixar a pessoa nunca iria tirar sua calma atoa mas mesmo assim a pessoa so tira a sua calma se você deixar,todos nós somos capazes,só não podemos deixar quauquer pessoa tirar nossa calma!!!

  11. Lucas e Sabrine disse:

    Muito bom a lenda japonesa explica que a pessoa so deixa de ter paz se quiser. mesmo tendo ninguem vai tira-la, muito bom e bem explicado.

  12. Amanda e Mariana / 5ª M² disse:

    Professor Everton,
    Nós gostamos muito da lenda.Nos dá uma boa lição de moral!

  13. Daniela rigo disse:

    eu achei triste mas gostei.Porque nos enssina uma grande licao. Espero que os outros alunos tenhan gostado. Bjs.Daniela rigo 5m2.

  14. gleyson disse:

    professor gostei muito da lenda japonsa achei que você tem muita criatividade parabens!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s